Algumas dicas práticas para o dia da prova

Vai fazer sua prova ?. Que tal algumas dicas práticas para te ajudar nesse momento? Confira:

Confira o local de prova com antecedência

 

Não deixe para conhecer o local de prova somente no dia do concurso. Em vez disso, aproveite a véspera do concurso para conferir o melhor caminho, transporte público e locais de estacionamento perto do local de aplicação.

 

Chocolate para estimular a mente durante a prova

 

Além de gostoso, o chocolate tem substâncias estimulantes dos neurônios e do raciocínio, por isso podem ser uma ótima forma de dar uma ajuda extra ao cérebro durante a prova. Leve também uma garrafa de água, para evitar perda de tempo durante a prova

Verifique se o edital faz exigências específicas

 

Alguns editais fazem exigências específicas ao candidato, como a utilização apenas de canetas esferográficas pretas. Verifique o edital de seu concurso e chegue ao local de prova preparado!

Comece a prova pelos conteúdos que tem maior facilidade

 

Essa é uma estratégia que ajuda a otimizar seu tempo de prova. Ao começar pelos conteúdos mais fáceis, você deixa mais tempo de prova para as questões mais desafiadoras, além de evitar desesperos desnecessários.

Não deixe para preencher o gabarito nos últimos minutos de prova

 

Preencher o gabarito final é tarefa que exige muita atenção do candidato. Não deixe de forma alguma para fazer isso correndo, nos últimos minutos de prova. Esse tipo de estratégia pode ser extremamente prejudicial para seu desempenho, jogando fora todos os esforços até então. Separe ao menos meia hora do tempo de prova para conferir e preencher o gabarito

Deu branco

Faça como fazemos com o computador. E logico que você não vai conseguir dormir e acordar naquele momento de tensão, mas aproveite a variedade de assuntos que a prova tem e procure ir para um assunto diferente daquele em-que aconteceu o branco.

Encare este branco como algo normal, como se fosse uma engrenagem que esta precisando de um óleo para funcionar mais leve, sem ruídos, com menor atrito.

O óleo sera representado pela realização de outras questões que, aos poucos, vão carregar sua mente com mensagens positivas de que VOCÊ PODE. Naturalmente seus neurônios irão trabalhar com mais fluidez, lembrando de assuntos que estavam nebulosos quando a questão foi vista pela primeira vez.

Nossa mente, ao mesmo tempo em que e muito potente, também possui fragilidades. E uma delas e esta. Se forcarmos demais em um ponto que ela já acusou stress, pode ser que trave. Neste caso temos que ter jogo de cintura para contornar a situação.

Contornar a situação é mais do que uma força de expressão. Como já falamos, nossa mente trabalha por associação. Se um ponto não pode ser alcançado; na linha reta, vamos sorrateiramente contorná-lo com outras questões até que por caminhos vizinhos ao assunto, consigamos chegar à solução do problema.

Como você pode perceber, estudar para um concurso exige muito planejamento e organização por parte do candidato. É preciso ter em mente não apenas as melhores estratégias de estudo, mas também contar com boas ferramentas no dia a dia de preparação.

Muitos candidatos dão ênfase excessiva a aspectos como leituras e revisões, mas se esquecem de investir seu tempo em exercícios e simulados. Em conjunto, todos esses esforços podem gerar bons resultados para o candidato, como o emprego dos sonhos, ou aquela rotina de trabalho que ele sempre desejou.

 

 

Como se Preparar Emocionalmente para prova

Frequentemente, o pior inimigo de um candidato na hora da prova é o nervosismo. A falta de preparo emocional faz com que você esqueça as matérias estudadas, caia em pegadinhas da prova e até mesmo diminua seu rendimento. Pensando nisso, preparamos algumas dicas especialmente voltadas para que você se prepare emocionalmente para a prova. Veja:

Estude

A melhor maneira de estar emocionalmente preparado para uma prova é por meio do estudo. Ao ter consciência de que você estudou os pontos do edital e praticou exercícios à exaustão, fica mais fácil desenvolver a autoconfiança necessária para não duvidar de si mesmo e ter um bom desempenho na hora da prova

Treine por meios de simulados

 

Quanto mais parecidos forem seus simulados com o contexto de aplicação da prova, melhor. Para isso, separe o tempo específico requerido para a prova (4 horas, por exemplo), sem intervalos maiores do que a ida ao banheiro. Utilize provas passadas do concurso, ou mesmo provas recentes aplicadas pela mesma banca. Assim, será mais tranquilo enfrentar o dia da prova do concurso.

Tenha inspirações motivacionais

 

É importante que cada candidato tenha em mente exatamente o que te motiva a fazer o concurso. Segurança financeira? Estabilidade na carreira? Possibilidade de exercer a profissão dos sonhos? Procure associar uma imagem a todos esses motivos! Alguns estudantes até mesmo colam gravuras representativas desse sonho em seu local de estudo, como forma de se motivar nos momentos de maior tensão. E isso também vale para a hora da prova: basta fechar os olhos, imaginar aquele quadro e deixar o nervosismo passar.

Aprenda equilibrar estudos e lazer

 

Esse é um aprendizado que você deve desde quando começa a estudar para concursos. Claro que sua rotina vai mudar muito, e que provavelmente você diminuirá o ritmo das saídas e do lazer, no entanto, isso não significa que você deva eliminar de vez os momentos de descanso até passar no concurso. É importante que o candidato tenha lazer com os amigos, família e cônjuge.

Além disso, é importante dedicar tempo de descanso para assistir a filmes, séries e outros hobbies que eventualmente você tenha. Desde que com equilíbrio, manter essa rotina de estudos e lazer só vai ajudar seu desempenho.

Cuide do corpo: exercícios e meditação

Sim, o corpo também precisa de cuidados. Seja porque a rotina de estudos pode ser extremamente difícil para as costas e o pescoço do candidato, seja porque a mente também precisa de exercícios, você precisa ter uma rotina de cuidados com o corpo. Mantenha horários livres para ir à academia, ou fazer caminhadas leves. Se possível, utilize técnicas de meditação para exercitar e descansar também a mente (confira aqui algumas dicas sobre como praticar meditação).

Técnicas de respiração também podem te ajudar

Outra coisa que ajuda muito a controlar as emoções na hora da prova (e também durante os estudos) é a respiração. Uma técnica extremamente simples é a respiração em dois tempos. Basicamente, você inspira em um tempo, e expira em dois. Faça isso contando os segundos: inspire contando até três, expire contando até seis; ou inspire contando até cinco, expire contando até dez. Essa relação entre inspiração e expiração oxigena o corpo e a mente, ajudando você a relaxar.

Defina o seu tempo de estudo

Este é outro passo essencial. Não se engane: a perspectiva de estudar infinitamente até o dia em que passar pode parecer interessante, mas na prática é desmotivador.

As pessoas, especialmente os nascidos a partir de 1985, se motivam mais quando conseguem enxergar com clareza o fim do que estão fazendo. Portanto, não deixe de definir uma meta de tempo.

Esta meta deve variar de acordo com os seguintes critérios:

  • A quantidade total de matérias a estudar
  • O tempo total semanal disponível de estudo
  • O quão profundamente quer estudar cada matéria
  • A extensão do edital escolhido
  • A previsão de data da prova

 

Importante: Este último critério quase sempre deverá ser o mais importante e se sobressair em relação aos outros, pois, estudar todo o edital antes de fazer a prova. Isso não se aplica quando o teste acontecerá em um tempo muito curto (neste caso a estratégia deverá ser outra) ou quando não tem previsão de abertura de edital nos próximos 12 meses. Não se esqueça de reservar um tempo para revisão.

Se não conseguir estipular este tempo através de cálculo, pelo menos faça uma meta. É interessante que você saiba a cada dia quanto tempo falta para finalizar o que se propôs a fazer. Defina também uma data de início, já considerando um tempo anterior de preparação, onde fará a aquisição dos livros e cursos etc. Defina uma data de fim para saber exatamente quando finalizará o seu planejamento.

Feito isso, é importante que você também calcule o seu tempo total de estudo, multiplicando tempo total em semanas pela quantidade de horas a estudar por semana. Esta informação será crucial para definir quantas horas dedicará a cada matéria.

Organize as matérias

Estamos quase lá. Você já sabe o que quer, quais matérias estudar, quantas horas estudará por dia e por quanto tempo fará isso. Agora é preciso juntar tudo e organizar as matérias no tempo.

Muita gente pergunta se é melhor estudar tudo de uma vez ou ir alternando as matérias. A resposta, como todas as outras, é “depende”. Para responder à pergunta de quais e quantas matérias estudar primeiro, precisamos considerar os seguintes critérios:

Quantas horas por semana você tem para estudar?

Separe no mínimo 4 horas semanais por matéria. Lembre-se que estas horas estão separadas em tempo de revisão, de questões, de lei seca, de doutrina, resumos e súmulas. Portanto, se você tem disponível 20 horas de estudo, você poderá estudar no máximo 5 matérias simultâneas. Por outro lado se você tem disponível 40 horas de estudo e o edital prevê somente 7 matérias, conseguirá tranquilamente estudar todas juntas.

Quais são as matérias mais relevantes do certame?

Estude primeiro as matérias de maior peso, ou seja, as que cobram um maior volume de questões e, por consequência, exigem o estudo de um maior volume de tópicos.

Qual seu nível de dificuldade em cada matéria?

Procure mesclar matérias que você tem facilidade com as que você tem dificuldade. Isso poderá diminuir o peso da rotina de estudos.

Como planejar meus estudos para concurso público

Planejar os estudos requer disciplina e organização, além de uma estratégia que leve em consideração suas dificuldades para estudar
cada disciplina. Confira estas informações e dicas:

Avalie quanto tempo de estudo você tem disponível

O primeiro passo para planejar seus estudos é saber exatamente quanto tempo você tem disponível para isso durante sua semana. Não importa se são apenas algumas horas, ou vários dias da semana: é imprescindível que você faça um mapeamento de cada dia e hora em que pode se dedicar aos estudos.

Elabore um quadro de horário semanal

Depois de levantar horas e dias disponíveis, está na hora de elaborar um quadro semanal de estudos. Esse quadro deve conter o nome de cada disciplina que será estudada. Com o tempo e a prática, você também incluíra nesse quadro os pontos do edital de cada concurso, garantindo
assim que terá estudado todo o conteúdo antes da prova. Não se esqueça de incluir também sessões de exercícios e revisão!

Divida seu tempo entre leituras, exercícios e revisões de conteúdo

Por falar em exercícios e revisão de conteúdo, essas duas atividades são fundamentais para fixação das disciplinas que você estuda. Apenas ler a matéria não é garantia que você irá saber aplicá-la na prática. Por isso é importante arregaçar as mangas e fazer exercícios semanalmente das bancas de concursos que você pretende prestar.

 

Faça intervalos regulares de estudo

Programe-se para estudar em sessões determinadas de estudo, com tempo entre 50 e 55 minutos cada. Entre uma sessão e outra, faça um intervalo de 5 a 10 minutos para ir ao banheiro, tomar água, checar e-mail, etc. Ter a certeza desses intervalos garante que você não ficará distraído enquanto estuda. Além disso, descansar um pouco a mente entre uma sessão de estudos e outra aumenta sua concentração e garante melhores rendimentos nos estudos.

Certames – procure um cursinho para ajudar no estudo

Outra questão que nos abate quando começamos a estudar para concursos
é:

Por onde devemos começar?

Oriento o candidato a procurar um cursinho preparatório, se houver em sua cidade. Nele será apresentada a matéria do concurso escolhido e o modelo de prova que irá enfrentar, além de dicas sobre os melhores livros, apostilas e sites da internet; Será seu primeiro contato com o que chamo de “mundo dos concursos’.

Procure um cursinho preparatório.

Quem não pode arcar com um curso preparatório, recomendo que economize um pouco de dinheiro e programe-se para este investimento. O que parece tempo perdido economizando dinheiro pode se refletir em uma economia de tempo no futuro, pelos atalhos que o estudo em um cursinho pode proporcionar.
Nas cidades em que não existem cursos preparatórios, recomendo a compra de bons livros, consultando sites na internet que além de fornecerem estas dicas ainda contam com provas de concursos anteriores, aulas virtuais e exercícios simulados.

É mais difícil, mas não será por falta de um cursinho que você irá desistir. Alguns colegas que passaram comigo na Receita estudaram sem cursinho.

Um estudante vencedor, assim como qualquer bom jogador, deve aprender a lidar com suas limitações.
Ainda sobre os cursinhos, está surgindo um tipo de curso em que as aulas são transmitidas via satélite para diversas cidades do Brasil ao mesmo tempo. Assim, um aluno de Belém pode estar assistindo a mesma aula do mesmo cursinho que um aluno de Natal ou Rio de Janeiro.

Esta ferramenta tecnológica torna ainda mais equilibrada a disputa por uma vaga nos grandes concursos. Verifique se sua cidade dispõe deste serviço.
Outra fonte de informação muito boa são as comunidades virtuais na internet. Os concurseiros podem trocar ideias sobre um concurso que está por vir, os professores podem divulgar onde estarão dando aula, um colega podb fornecer aos outros um bom material de estudo e até dicas sobre como estudar podem ser encontradas, como é o caso da comunidade que leva o nome do livro “Manual do Concurseiro”.

O concurseiro não precisa sequer ter computador, basta ir a um cyber café e alugar um horário para obter a informação de que necessita.
Como vimos, quando procuramos um cursinho, nosso objetivo é a informação, o concurseiro que encontrar meios de obtê-la de forma mais precisa estará em vantagem.

Onde achar assuntos de concursos publicos nas redes sociais

Reddit

Na rede social Reddit, você pode publicar e acessar artigos sobre concursos públicos no endereço eletrônico https://www.reddit.com/r/concursospublicos/, para isso basta ter uma conta fazendo o cadastro no site

Whatsapp

Para entrar em grupos de estudo no whatsapp, você pode procurar em grupos ou comunidades de concurso púbico no facebook, basta achar o número e somar ou pedir para o admin no grupo somar e pronto, você já vai poder interagir com os usuários do grupo postando dicas ou tirando suas dúvidas com concurseiros mais experientes.

Facebook

Conforme já foi citado você pode procurar no Facebook por diversas palavras no ramos de concursos e estudos como por exemplo: Grupo de estudos; concurso “tal”;  exercícios de concursos, questões de concurso, concurso “nome do concurso”, agora basta procurar pelo nome do concurso de sua preferência, seguido da palavra concurso. Sobre concursos abertos, também tem grupos ou comunidades para ficar por dentro dos editais lançados, depois de achar um de seu interesse, basta seguir para receber as novidades no seu feed de notícias.

Twitter

 

No Twitter você pode procurar por #concursopublico #concursoinss por exemplo, e seguir o perfil daquele usuário para ficar por dentro das atualizações sobre o assunto pesquisado ou quando o perfil que você seguiu publicar uma nova postagem.

Pinterest e Instagram

No Pinterest e Instagram digitando na pesquisa por #concursopublico ou #concurseiro você encontra imagens com dicas e informações sobre concursos

Tumblr

Nessa rede você pode pesquisar por termos relacionados com concurso público que aparecerá perfis sobre o termo pesquisado, bastando entrar no  mesmo e olhar as postagens do seu interesse como exemplo de perfil https://www.tumblr.com/blog/provasdeconcurso

Fórum

Existem poucos fóruns sobre concursos, os mais conhecidos são: http://forum.concursos.correioweb.com.br, http://www.forumconcurseiros.com/ e alguns tópicos sobre concursos no site Uol como esse: http://beta.forum.jogos.uol.com.br/t/6244935/estudando-para-concurso-publico

 

Issuu

Nessa rede você pode publicar e ler as postagens de outros usuários, especializada em revistas, catálogos e jornais, mas você pode achar mapas mentais, editais de concurso, livros, cartilhas, manuais digitando o termo que busca na pesquisa. Quando achar o arquivo do seu interesse como um livro por exemplo, você pode ler online ou baixar o arquivo se o dono da postagem permitir o download. Um exemplo de perfil na rede está no endereço https://issuu.com/provasdeconcurso

 

E você qual rede social além dessas usa para estudar para concursos ?.

 

 

Como ter disciplina e estudar certo para concursos

Conceito de disciplina

É o ato de obedecer a um objetivo que você traçou para sua vida, como por exemplo para passar no concurso é preciso estudar com planejamento.

Planejamento

No planejamento você pensa, na execução, você executa e para isso surtir efeito, por exemplo, quando chegar o início da semana, planeja o que vai estudar durante o período, anotando tudo, até que vai sair (tempo de transporte até o cursinho), depois disso você vai executar o planejamento.

Reforço positivo

Se planejou, cumpriu mais da metade do planejado, você se presenteia com alguma coisa que gosta, se não conseguiu cumprir, tira um tempo para estudar mais no domingo por exemplo como uma “punição”, por não ter cumprido o planejamento.

Disciplina mental

Afastar pensamentos que geram ansiedade, como: tenho que passar de qualquer maneira, meus pais estão esperando isso.

Estudar de 50 e 50 minutos

Queda de concentração

Cientificamente falando, cada pessoa funciona melhor do seu jeito, nesse artigo vamos trabalhar usando o estudo de 50 em 50 minutos, com 10 minutos de descanso, lembrando que outra pessoa pode render melhor estudando de 40 em 40 minutos, cabe a você observar qual é o seu tempo de estudo, que melhor proporciona a retenção do conteúdo na memória.

O que fazer nos intervalos e duração, levanta e se alonga e relaxa, não é para ir nas redes sociais e sim tomar água, descansar a visão olhando para o horizonte.Está fisiologicamente comprovado em estudos que a concentração e memorização começa a cair depois de 1 hora de estudo.

Se a matéria estiver acabando, continua?

Não tem problema esporadicamente isso ocorre, a regra é não fazer isso todo dia, isso também facilita na contabilização de horas estudadas, porque os 10 minutos de descanso entra na contagem.

Esse tempo é de 50 minutos sem desconcentrar levantando para comer, ir ao banheiro. O nosso cérebro ele trabalha com informações que você está compreendendo e informações que você está memorizando, as 2 caminham juntas. Para mais detalhes leia o livro  “Use sua mente!”.

Estudo Eficaz

È aquele que você compreende bem a matéria, lembra do que estudou, pega essa lembrança e sabe aplica na prova.

Técnica de aprendizagem – Visualização

Visualização – Conceito

O que significa visualizar como técnica de estudo?. Enquanto estudamos, nosso cérebro tenta criar imagens na cabeça.

Enquanto lemos ou assistimos a algo, nosso cérebro vai montando representações.

O interessante é que visualizar não é uma técnica em si, mas uma função cognitiva natural de um bom leitor. Lembro de entrevistar pessoas que costumavam passar de primeira e era comum ouvir que estas, ao final da leitura, “criavam na mente um filme” do conteúdo estudado. Mas, para eles, não era uma “técnica”, era simplesmente uma consequência natural do ato de ler/assistir.

Fomos ensinados a ler sílabas que formam palavras (sons) e, aleatoriamente, algumas pessoas começam a aprender o que é natural em países como o Japão e a Alemanha: ler a história, ler o filme (e não as palavras).

Como você vai utilizar essa ferramenta chamada visualização? Comece a ler ou a assistir a uma aula e esforce-se para conseguir acompanhar na sua cabeça… Criar um filme daquilo que você está lendo. Você lê, por exemplo: “a tortura é proibida no Brasil”. Você consegue imaginar isso acontecendo?

“Compete privativamente ao Senado, processar e julgar o Presidente da República e o vice nos crimes de responsabilidade, assim como os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, nos crimes de responsabilidade conexos com os mesmos”. Você leu essa ‘‘marmota’’ toda, mas consegue entender o que aconteceu? Você consegue imaginar o que significa processar e julgar esse pessoal?

Isso é usar sua imaginação e o lado direito do cérebro para literalmente duplicar a efetividade de seus estudos!

A maioria de nós, enquanto estamos fazendo uma leitura, fazemos de forma passiva: nosso compromisso é só passar os olhos nas linhas. Isso é uma perda de tempo muito grande. Enquanto estamos lendo, temos de conseguir criar aquela história na cabeça! Você não vai ser testado pela quantidade de linhas ou páginas que você leu, mas pela quantidade de páginas para as quais gerou uma representação e que você conseguir extrair da sua memória na hora da prova.

Como exemplo, a maioria das pessoas, quando estudam ou assistem às aulas de um cursinho, tentam só memorizar os conceitos sem visualizá-los.

O que é uma autarquia? Autarquia é criada por lei, é extinta por lei, tem poder de policia às vezes… Mas o candidato sequer consegue visualizar o que é uma autarquia. A preocupação em decorar o conceito é maior que a de aprendê-lo. O foco está na memorização de palavras, quando seria mais fácil e eficiente, absorver o entendimento por meio de uma boa representação.

Essa sacada é da Dr. Michael Hall, PhD em Psicologia e mega especialista em aprendizagem, ele dizia que durante sua sessão de estudos, ao final de um trecho ou bloco de conteúdo, pare por alguns segundos e confira a visualização que você fez daquela matéria, perceba se está claro o suficiente, e anote uma palavra-chave que represente esta visualização.

O que é uma autarquia? Ah, é tipo o BACEN e a ANATEL. Legal! Então se é como o BACEN e a ANATEL, eu sei que é de direito público, eu sei que faz sentido que seja criada por lei, porque vai executar uma atividade que está prevista na lei (esta representação sintetiza as características do que foi estudado sem que você tenha que se esforçar em memorizar cada palavra do conteúdo estudado).

Estudo Intercalado Técnica de estudo para concurso

vai estudar quatorze matérias diferentes no mesmo dia? Absurdo.

A pergunta agora é: o que? Por exemplo, essas são as matérias que caem no meu concurso, caem pra mim onze disciplinas. Como é que eu vou distribui-la no meu estudo? O estudo intercalado vai dizer o seguinte, melhor do que pegar esse tempo todo e estudar uma só disciplina, será melhor estudar mais de uma no mesmo dia ou ao longo de um período, intercalando-as ao longo das horas de estudo.

Por exemplo, vou apreender, por imersão, Direito Constitucional, ou seja, vou passar duas semanas só vendo Direito Constitucional, vou amar essa matéria e pronto, eu aprendi.

A grande descoberta é que nós desenvolvemos um conhecimento maior e mais perene quando frequentemente e intercaladamente aprendemos essa informação ao longo do tempo.

Então, mais importante do que você ter quarenta horas de estudo em uma semana só de uma matéria, seria ao logo de uma semana, você ter oito horas de estudo sobre essa matéria.

No médio prazo, isso vai gerar mais resultados para você! Quando decidir utilizar essa técnica, cuidado para não incorrer em um erro comum que é querer fazer o estudo intercalado de todas as disciplinas.

Você pode cometer o erro de chegar a um extremo tão grande, que vai querer o quê? “Ah, tenho trinta e cinco horas para estudar, tenho doze matérias, quero

estudar as doze simultaneamente”. Bom, o que acontece com isso?

Considerando que além das doze disciplinas, ainda tem que reservar horas para testes, simulados e algum outro ponto que precisar encaixar nesse tempo, logo você estará com apenas cerca de duas horas e meia por semana para cada disciplina. Imagina só estudar Direito Constitucional por somente duas horas e meia por semana? Ainda fazendo as revisões de tudo. Você vai levar um ano para fechar essa matéria. Não faça isso!

Então, existe um limite considerado para cada pessoa, e cada pessoa tem o seu. Tivemos uma aluna que foi a primeira colocada no TSE, ela conseguiu estudar dez matérias simultaneamente por semana, nas sessenta horas que estudava. Eu consegui estudar cinco, no máximo seis. Você vai encontrar o seu ponto.

Basta pensar o seguinte: um extremo ruim é uma disciplina só, e passar a semana toda estudando somente ela. Intercaladamente isso vai ser muito mais útil. Portanto, se tem que estudar 10 disciplinas, deverá encontrar um meio termo, colocar cinco a seis disciplinas por semana, aí você mata logo essas.

Insere-as nas revisões e adicionando novas disciplinas a medida que finalizar uma isso até cobrir todas as disciplinas que precisará estudar nesse tempo