Viajando com bebês: o be-a-bá para encarar o avião

Fazemos parte da parcela de pais que amam viajar e que não acham certo deixar o filho para trás. Por isso, nosso pequeno já é um cidadão do mundo.

A caminho da terra do Tio Sam

Com 1 ano e 2 meses de idade, Bernardo já fez duas viagens de avião: a primeira, aos 5 meses, para os Estados Unidos, Flórida (foto ao lado). A segunda, com 1 ano de idade, ao Uruguai e Argentina. Em breve, fará a terceira. No próximo mês, voltaremos aos Estados Unidos. Desta vez, passearemos por Nova York e outras cidades da região da Nova Inglaterra.

Vou dar algumas dicas sobre o que é importante saber antes de encarar o avião pela primeira vez com o filhote, com base na nossa experiência.

Inicialmente, é bom lembrar que crianças de colo (até 2 anos) não pagam por um assento. Antes que você comemore (“Oba, é grátis!”), um adendo: para vôo internacional, há uma taxa equivalente a 10% da tarifa. Portanto, você só poderá comemorar se o vôo for doméstico, pois, nesse caso, não há a taxa.

De qualquer forma, você tem duas opções: não pagar pelo assento (e desembolsar somente a taxa, se o vôo for internacional) ou, se tiver dinheiro sobrando, pagar pelo assento, no valor de uma passagem comum. Pelo o que escuto, a maioria das famílias fica com a primeira opção. É a minha escolha, também. E, ainda que eu tivesse o dinheiro sobrando, não pagaria pelo assento para o meu bebê. Preferiria gastar o valor na viagem, com toda a certeza!

Pois bem, uma vez escolhida a opção de não pagar pelo assento do bebê, você pode se perguntar: “Mas terei que ficar com ele no colo o tempo inteiro?”. Não, desde que você tenha a sorte de:

Bernardo no bercinho da TAM

1) Conseguir um bercinho. Isso porque algumas companhias aéreas possuem berço para bebês, que é fixado na “parede” da aeronave, em frente aos primeiros assentos. A TAM, por exemplo, o disponibiliza mediante reserva. De acordo com o blog da empresa: “As medidas do berço são de aproximadamente 75cm X 34cm X 22cm, e suporta um peso de até 11kg”. É de graça na Classe Executiva, mas custa entre U$ 30,00 e U$ 70,00 na Classe Econômica, dependendo do destino (mais informações aqui). Ou

2) Conseguir embarcar com o seu bebê conforto. Se o vôo não estiver lotado (o que você vai descobrir na hora do check in), vão permitir que você embarque com o bebê conforto. Assim, poderá colocá-lo em um assento ao lado do seu, para seu filho dormir ali. Mas, se o vôo estiver lotado, o bebê conforto terá que ser despachado com as malas.

Dormindo no bebê conforto, em passeio de carro pelo Uruguai

Obs.: Independentemente de ser usado no avião, o bebê conforto é um item indispensável se você for alugar carro no destino da viagem. Claro que as empresas de aluguel de veículos oferecem o aluguel do item, mas não costuma valer a pena. Nos Estados Unidos, por exemplo, o aluguel sai em torno de U$ 11,00 por dia. Depois de uma semana de aluguel, você vai perceber que teria ficado mais barato ter comprado outro bebê conforto novinho…

Para as mamães que são adeptas do wrap/sling, pode ser interessante também levá-lo, assim o bebê dorme ali tranqüilo, aconchegado, e você não fica com os braços ocupados.

Superada a questão de onde o bebê ficará durante o vôo – no berço, no bebê conforto, no wrap/sling, no colo – as dúvidas recaem sobre “o que levar”. Toda mãe sabe que bebê exige muitos acessórios: carrinho, fraldas, roupas, etc. Por isso, é normal bater a dúvida: o que levar comigo para dentro do avião e o que despachar com as malas?

As companhias aéreas costumam permitir o embarque de um bebê conforto (se o vôo não estiver lotado, como já foi dito) e de uma bolsa de fraldas. Além disso, podem ser despachados uma mala de até 23kg e um carrinho de bebê. Não se esqueça de pedir um saco plástico, no check in, para cobrir o carrinho, que corre o risco de chegar sujo, molhado, etc., se não estiver coberto.

Aliás, o carrinho pode ser despachado com as malas ou entregue na porta da aeronave. Algumas empresas, como a American Airlines, permitem inclusive o embarque do carrinho, se for do modelo “guarda-chuva”, o qual: “Pode ser levado a bordo da aeronave desde que caiba no compartimento de bagagens superior; Não conta como bagagem de mão permitida e está isento de taxas sobre bagagem” (mais informações aqui).

Vale lembrar que, dependendo do destino, pode não ser necessário levar o carrinho. Alguns resorts, por exemplo, o disponibilizam para os hóspedes, o que é uma mão na roda…

Já a bolsa de fraldas é indispensável. Nela, você vai precisar levar, para o bebê: duas mudas de roupas, meias, um casaco e um cobertor (o ar condicionado do avião costuma ser bem gelado), fralda de boca, fraldas descartáveis, pomada, lenços umedecidos, hidratante (atenção: pomadas, cremes e líquidos devem estar em recipientes individuais com capacidade máxima de 100 ml).

Não se esqueça de levar uma muda de roupa para você, na sua mala de mão. É bem provável que, em algum momento, você se suje por causa do seu filho – seja trocando as fraldas no minúsculo banheiro do avião, seja com uma golfada de leite…

A depender da alimentação do seu filho e da duração do vôo, leve também potinhos de comida e leite em pó para a mamadeira. Primeiro, confirme com a companhia aérea o que é permitido embarcar para alimentação do pequeno. Com relação a líquidos, a vidros, etc., as regras variam conforme a empresa.

Não precisei me preocupar com isso nas nossas viagens de avião. Na primeira delas, aos Estados Unidos, Bernardo ainda tinha 5 meses e estava exclusivamente no peito. Já na viagem que fizemos ao Uruguai, além de o tempo de vôo ter sido bem inferior, meu filho tinha mais de 1 ano e já não precisava mais de comida de bebê. Ele mamou no peito e lanchou (bolacha, pão, fruta…). Os lanchinhos são bons para as crianças maiores porque, além de alimentarem, os distraem – enquanto comem com as mãozinhas, os pequenos ficam sentados quietinhos, entretidos.

A propósito, é importante lembrar de amamentar o pequeno (ou dar mamadeira/chupeta, se seu filho não mama) na decolagem e na aterrissagem. O movimento de sucção impede que os ouvidos entupam com a pressão.

No mais, você vai precisar pensar em como irá entreter o filhote durante o vôo, nas horas em que ele estiver acordado. Leve DVD player portátil, brinquedos… Ande com ele pelos corredores do avião… Bom, você sabe melhor do que ninguém como distrair o seu filho. O melhor é que o vôo seja noturno, assim o bebê dorme durante a maior parte da viagem.

Em tempo: não se esqueça do seguro saúde. Verifique se a sua seguradora oferece cobertura internacional. Em hipótese negativa, contrate um bom seguro junto a uma agência de viagens.

Explorando os portões de Colonia del Sacramento…

Dá trabalho viajar com criança? Sim. Me arrependo de ter levado Bernardo em nossas viagens? Jamais. O trabalho que dá é facilmente compensado pelas vantagens: pela prioridade nas filas e no embarque do avião (parece besteira, mas pode fazer muita diferença!), pelos sorrisos meio banguelas, pelas novas experiências, pelo tempo de qualidade em família, e, principalmente, pelas lindas memórias que criamos juntos.

Conversando com Bernardo: Filho, posso afirmar, tranquilamente, que o levaria novamente nas viagens que fizemos e, com certeza, o levarei nas próximas… Afinal, somos uma família! Penso que: família que viaja unida, permanece unida.

Poderá também gostar de:

About these ads

Sobre Patrícia A. Graccho Simões

Sou esposa do Alessandro, mãe do Bernardo e do Arthur. Nasci, cresci e até hoje vivo na cidade de Santos/SP. Sou formada em Direito e História, advogada e professora, vegetariana, apaixonada por livros, filmes, viagens e animais.
Esse post foi publicado em maternidade e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

45 respostas para Viajando com bebês: o be-a-bá para encarar o avião

  1. Nossa quanta informação bacana!!! Adorei seu blog! Bernardo é lindo e mega viajado hein?!?
    Passarei sempre por aqui!
    Beijos
    http://www.jeitinhos.blogspot.com

  2. Pingback: Viagem com criança. | Viagem: Investimento Cultural.

  3. Pingback: Viajar de avião com Bebê, por Patricia | BlogCheztutu

  4. Oi Patrícia, gostaria de saber qual o modelo e marca do seu DVD portátil. Estou procurando um para a minha filha para as viagens, mas há tantos modelos! Obrigada.

  5. Lucélia disse:

    Em viagens internacionais, o bb conforto é contato na franquia de bagagem? OU seja tenho que contar o bb conforto no limite de kg ou é “cortesia” junto com o carrinho?

    • Patricia disse:

      Oie! Nas companhias aéreas TAM e American Airlines, pudemos levar a bagagem do bebê (mala até 23 kg), mais uma bolsa de fraldas, mais o bebê conforto, mais o carrinho. Sem pagarmos nada a mais…

      A mala foi despachada no check in. A bolsa embarcou conosco. O bebê conforto já embarcou mas, em outra ocasião, teve que ser despachado (voo lotado). O carrinho deixamos na porta do avião. Consegui ser clara? Na dúvida, consulte a companhia aérea… Abs!

  6. Debora disse:

    adorei as dicas, tenho que viajar com minha filha de 15 meses um voo internacional, espero encontrar um bercinho pra ela tbem pois sei que nao e facil ,beijao e sucesso com seu bebezinho lindo.

  7. Sergio disse:

    Excelente blog!
    Eu e minha esposa estavamos querendo fazer um cruzeiro na florida da Royall Caribean com o nosso pequeno mas parece que eles não aceitam bebês com menos de 6 meses (ele nasceu na primeira semana de Janeiro) então como segunda opção vamos ficar apenas em Miami mesmo.
    Alguma dica do que fazer em Miami com um bebê?
    Devemos ir pelo inicio de Maio….

    Obrigado!

    • Patricia disse:

      Obrigada! Fui para Miami com meu filho quando ele tinha quase 6 meses. Recomendo que fiquem num hotel “pé na areia”. Ficamos em um resort em Miami Beach, aí dava para aproveitar a praia e a piscina. Além disso, vcs podem leva-la ao Miami Zoo… Boa sorte! E volte sempre ao blog… Abs!

  8. Vanessa disse:

    Olá Patrícia, tudo bem? Eu adorei ler este post pq estou programando uma viagem pra Disney com mais um casal de amigos. Vou levar meu Gustavo que vai estará com 18 meses, e eles o meu afilhado Fernando que estará com 22. Vi que sua viagem foi perfeita, não teve problemas no vôo nem no decorrer da viagem, tudo correu muito bem. Meu filho é um anjinho, mas tenho medo de ele ficar irritado demais, impaciente, e eu acabar enlouquecendo dentro do avião.
    Em casa mesmo tem hora que não tem mais o que fazer pra ele……. não sei se é essa fase, mas ele enjoa muito rápido do brinquedo ou do que está fazendo. Tem que ter um arsenal de coisas pra mantê-lo interessado. Dá uma injeção de ânimo pq acho que vou amarelar….. hahahaha

    • Patricia disse:

      Olá Vanessa! Tudo bem? Não desanima, não! Dá trabalho viajar com filho, mas não é muito diferente do trabalho que temos na cidade em que vivemos… Realmente, a viagem que fizemos com Bernardo aos 5 meses foi mais tranquila (porque ele não engatinhava, não andava, não comia, só mamava).

      A outra vez que fomos aos EUA, quando ele estava com 14 meses, foi mais “punk”… Mas também mais divertida, porque ele interagia com as coisas, aproveitou o zoológico, os museus… O lance é incluir no roteiro programações que eles aproveitem também! Ninguém aguenta um toddler entediado! rs! E a vantagem é que nos EUA existem atrativos para as crianças em todos os lugares, diferentemente do Brasil. Lá sempre tem um espaço kids friendly… Você vai ver que americano leva os filhos de todas as idades para todo canto!

      Quanto ao vôo, recomendo que seja noturno, para que os pequenos durmam a maior parte do tempo. Veja com o pediatra se pode dar Dramin B6, ajuda para que durmam mais e para que não fiquem enjoadinhos… No mais, vai na fé! As memórias que terão da viagem, as fotografias, o tempo de qualidade em família… Isso tudo não tem preço! Abraços!

  9. Manuela disse:

    Patricia, estamos indo pra Franca daqui a 3 semanas com nossa pequena de 7 meses. Vc tem alguma ideia de como esterelizar as mamadeiras, seja no aviao, ou lá. Vc acha que vale a pena levar aquele esterelizador de mamadeira de microondas ou faço figa e esqueço essa historia de esterelizar?
    Ela mama ainda, mas ja ta comendo outras coisinhas tb!
    Bjinhus e parabens…

    • Patricia disse:

      Sinceramente? Quando Bernardo começou a querer ficar no chão (por volta dos 7 meses, mesmo) parei de esterilizar suas coisas… Então a MINHA opinião é: desencana! rs! E boa viagem… Um beijo

  10. Karynne disse:

    Olá Patrícia, vou viajar com a minha pequena no mês de maio e ela terá 06 meses, estou com receio de viajar sozinha com ela, e ela sentir enjôo ou ficar com dor de ouvido. vc saberia me informar do que fazer para não sofrer com esses problemas?

    • Patricia disse:

      Oi Karynne! Para enjôo, veja com o pediatra dela um remedinho… O do Bernardo receitou Dramin B6, mas não cheguei a dar na viagem que ele fez com 5 meses. Para prevenir dor de ouvido, a sucção na hora da decolagem e do pouso é essencial. Seja chupeta, mamadeira ou peito (Bernardo ficava só no peito), se ela estiver sugando não terá problemas com o ouvido. Boa viagem! Beijos

  11. Fabiana Marino disse:

    Oi! Estava pesquisando sobre viagens com bebes e encontrei o seu blog….magnifico! Obrigada por suas informacoes, muito validas.
    Meu marido, eu e nossa pimpolha de 1 ano e 5 meses vamos para os EUA agora segunda-feira dia 15/04/13 confesso que estou um pouco aflita mas sei que sera demais!! Ferias….enfim…ferias!

    Obrigada
    Beijos
    Fabi Marino

    • Patricia disse:

      Oi Fabi! Obrigada. Não precisa ficar aflita! rs! O trabalho que os nossos pequenos dão em viagens não é muito diferente do que dão em casa… Não se esqueça de ver com o pediatra um remédio de enjoo para ela, pode fazer toda a diferença no avião… No mais, aproveitem!! Beijos

  12. Alessandra disse:

    Oi Patricia, o Bernardo é lindo e o seu blog sensacional!
    Quero viajar com o Gabriel (13 meses) para o nordeste você indica algum hotel? Beijos

  13. Maria disse:

    Oi, Patrícia, tudo bom?
    Sou mãe de um bebê de um mês. Em agosto, pretendemos viajar pra Portugal com ele, que terá a mesma idade do Bernardo (de 05 pra 06 meses). Ele só mama, e vou manter a amamentacao exclusiva até os 06 meses, se Deus quiser. Acontece que ele não fica no carrinho de jeito nenhum, só no colo (o meu) e só dorme quando eu o amamento, fazemos cama compartilhada. Será muita loucura levar um bebê pra viajar com essas características?
    Beijos e obrigada!

    • Patricia disse:

      Oi Maria! É assim mesmo, até os 3 meses os bebês só querem colo… O Bernardo tbm era assim!

      Na viagem que fizemos quando ele tinha quase 6 meses, já aceitava mais o carrinho, principalmente quando tinha sono. Mas levei também o sling (wrap) e o usamos bastante! Ele só dormia à noite no peito tbm, e bem rapidinho (o bebê cansa mais viajando, né!)

      Loucura nada… Enquanto ele não anda, viajar é tranquilo! Dá o mesmo trabalho que daria em casa – até menos, pq viajando ele se distrai com as novidades…

      Amamentação exclusiva, além de todos os benefícios físicos e emocionais, facilita demais a nossa vida na viagem! E cama compartilhada é uma delícia, aproveitem! Beijos! E volte sempre :)

      • Maria disse:

        Que bom, Patrícia!
        Eu preciso ouvir diariamente esse mantra: é normal, é normal. :)
        Obrigada pela força, beijos.

  14. rbuenno@hotmail.com disse:

    Olá Patricia, boa tarde!
    Amei seu blog e fiquei mais tranquila agora. Eu, meu marido e nosso filhote de 5 meses iremos para Maceio e estava cheia de dúvidas sobre o que levar no avião. Então, além da mala do meu filho, podemos levar o carrinho e o bebê conforto? Eu achava que contava 20kg tudo. Obrigada. Bjs.

    • Patricia disse:

      Obrigada! Sim, sempre que viajei de avião com meu filho pude levar: mala de 20kg + bolsa de fraldas + carrinho + bebê conforto. Já viajamos de TAM e American Airlines. De qualquer forma, recomendo que entre em contato com a companhia aérea para confirmar… Abs! E volte sempre!

  15. valéria disse:

    Obrigada por compartilhar suas experiencias :)

    Vou viajar pela tam p/ los angelis com meu bebe de 1 ano,marido e filha de 5 anos, vi que vc recomenda viajar a noite, eu até troquei o horario da minha passagem rs, ja reservei o bercinho da tam, porém na troca de aviao de santiago p/ lax vou pela Lan e no site esta dizendo q é até 10 kg e 71 cm, mas meu bebe ta com 10.500 e 73 cm, entao tenho q pensar em outra coisa na hora de dormir ne? o q vc sugere? tenho sling de argola, mas vao ser muitas horas no sling acho q ele vai querer se esticar, normalmente el dorme com os braços e as pernas bem espaçadas rs..
    Obrigada

    • Patricia disse:

      Olá Valéria! Eu usava bastante o sling modelo wrap, mas não tem jeito…

      Ou ele vai dormir no colo de vocês, ou no carseat (bebê conforto/cadeirinha). Aliás, já pensaram se vão levar o carseat do Brasil? Vcs vão alugar carro em Los Angeles? Porque tem a opção de alugar o carseat lá tbm, junto com o carro.

      Bom, no final, dá tudo certo! Boa viagem! E volte sempre ao blog :) Beijos

  16. Ola Patricia, excelente suas dicas, nos também ja fizemos umas N viagens mas todas elas ao exterior, terça estamos indo pra São Paulo pela tam, e eu procurei em todo lugar no site e nao encontrei quais as regras aqui no Brasil para o carrinho. Eles despacham no momento do check in ou da pra levar até a porta do avião como em viagem internacional?
    Beijos e parabéns pela iniciativa.

    • Patricia disse:

      Oi Janaina! Me desculpe pela demora, me lembrei de lhe responder só agora, e pelo jeito sua viagem já foi… Eu ia lhe recomendar que telefonasse na TAM, porque também não tenho experiência em viagens de avião pelo Brasil… Beijo!

  17. Lorena disse:

    E como vc faz com as roupas sujas? Eh possivel usar a lavanderia do hotel? Bjs

    • Patricia disse:

      Oi Lorena! Normalmente eu levo roupas para todos os dias (2 ou 3 mudas de roupas por dia). Só usei a lavanderia quando fiquei 1 mês viajando. Vale a pena se informar se o hotel disponibiliza lavanderia self service, que sai bem mais em conta.
      Volte sempre ao blog ;)
      Beijos

  18. flavia alves disse:

    Ola Paty, qd vc fica em hotel com piscina vc usa as fraldas proprias para a piscina e onde vc compra pois aqui em sao luis no MA, ainda n achei, bjs

    • Patricia disse:

      Olá! Sim, uso para evitar “acidentes” e pq elas não ficam inchadas com a água. Costumo comprar nos grandes supermercados… Por aí não tem? Tenta achar em alguma loja virtual de produtos de bebês. A fralda se chama Huggies Little Swimmers. Abraços!

  19. brgulliver disse:

    Oi Patrícia
    eu e minha esposa estamos na fase final de um processo de barriga de aluguel (temos um blog que conta a história toda – http://barrigadealuguelnoseua.wordpress.com/ ) e eles (sim, são gêmeos) nascem agora em outubro. Estamos planejando tudo e as informações que colocaste aqui foram importantes. Obrigado. Alice e Leonardo

    • Patricia disse:

      Olá Alice e Leonardo! Fico feliz em ajudar. Parabéns desde já pelos gêmeos! Alegria em dobro… Que o nascimento deles seja abençoado! Vou passar no blog de vocês. E voltem sempre! Abraços

  20. Carine disse:

    Olá, esse bercinho da TAM que vc usou tem algo que prenda o bebe? Estou viajando para Paris com minha filha de 3 meses, porem nao estou segura com relação ao berço, tenho medo que em turbulências ele nao segure o bebe.

  21. maycon lima disse:

    Parabens pelo blog e principalmente pelas informaçoes que serão uteis.

  22. Rita Neponueno disse:

    Olá Patrícia….
    Meu bebê tem 11 meses e vai viajar pela primeira vez de avião. É Voo doméstico mesmo, umas duas horas e meia de viajem…ele ainda cabe no bebê conforto por ser pequeno e magrinho. Será que posso levar o bebê conforto dentro do avião? E se eu for despachá-lo junto com a malas, será que é necessário alguma embalagem especial ou uma sacola grande serve???

    • Patricia disse:

      Olá! Se o voo não estiver lotado, costumam permitir o embarque do bebê conforto. Caso contrário, você precisará despacha-lo. Eu já o despachei dentro de um saco plástico fornecido pela funcionária do check in. De qualquer forma, é melhor se informar junto à companhia aérea. Boa viagem!

Não seja tímido, deixe seu comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s